Lichia Lighting | O projeto de iluminação
2360
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-2360,ajax_fade,page_not_loaded,smooth_scroll,
 O processo do projeto

A luz pode ser aplicada sob diversas formas no espaço construído, em qualidade e quantidades diferentes. Pode reforçar as intenções arquiteturais e também criar o efeito estético exigido para o ambiente.

Isso acontece, por exemplo, quando se elegem quais paredes ou planos serão iluminados e quais não serão. Tais escolhas definem a modelagem do ambiente arquitetônico, evidenciando também texturas e transparências, modulações e padrões rítmicos.

O projeto de iluminação ainda auxilia na orientação visual em grandes edifícios. Um ambiente ordenado e estruturado de forma clara contribui para a sensação geral de bem-estar. Diferentes tipos de iluminação delimitam espacialmente áreas com funções distintas, criando hierarquias de uso.

Além desta função de conformação de ambientes, um bom projeto abrange ainda outros importantes aspectos:

  • O conforto visual do usuário, controlando ofuscamentos, calibrando a quantidade de iluminância adequada para cada tarefa.
  • A precisão de dimensionamento, evitando desperdícios de implantação dos sistemas, manutenção e consumo.
  •  As etapas do projeto

    O projeto pode ter várias etapas e elas propiciam aprofundamento progressivo do assunto de trabalho.

    Nessas etapas se desenvolve o seguinte:

  • A discussão do conceito mais adequado para o partido arquitetônico em questão.
  • A análise das interferências entre o projeto de iluminação e os demais elementos da obra, como projeto estrutural, ar-condicionado, forros, marcenaria.
  • Produção de plantas baixas com a distribuição dos diferentes pontos de luz e indicação dos grupos de acendimento.
  • Renderizações e cálculos de curvas de iluminância.
  • Croquis construtivos.
  • Detalhes de montagem e instalação.
  • Planilhas de especificação técnica e para comparação de custo entre fornecedores.